Tolstói a qualquer hora

“Tolstói é o maior de todos os narradores”, assim Virgínia Woolf o define.

        Ainda que não seja uma verdade absoluta, também está longe de ser um absurdo. As opiniões acerca de quem é o melhor obviamente variam e nunca convergiram para um consenso, pois uma afirmação deste tipo precisa ser contextualizada, uma vez que não existe o autor sem o leitor. E quem julga é o leitor.

Bem, o fato é que Tolstoi é uma leitura envolvente não apenas pelo inegável poder narrativo – e isso sim se pode afirmar – mas pela sensibilidade com que ele constrói seus personagens. Seja qual for o contexto, seja qual for o conflito, seja qual for o caráter, Tolstói é preciso em todos.

        Recentemente li, assim meio que por acaso, “Felicidade Conjugal”, novela maravilhosa reunida em conjunto com “O Diabo” em uma edição da L&PM. Um livrinho de dez ou doze pilas que adquiri num dia em que estava de bobeira sem nada pra ler.

        E é essa a dica: está de bobeira? quer satisfação garantida? Tolstói é o cara. Ou ao menos é um deles.

Anúncios

2 Respostas to “Tolstói a qualquer hora”

  1. australopiteka Says:

    Concordo que Tolstói é um dos melhores contistas da literatura mundial, a precisão e a concisão de sua prosa nos faz acreditar que para escrever existe um tal *talento* que nem anos e anos de trabalho podem desenvolver. Taí o pudor que tenho em retirar da gaveta o que ouso escrever.
    Voltando a Tolstói: Tristeza é um dos seus contos que mais se aplica a grande definção de Poe: o melhor conto é aquele escrito com a máximo de efeito e um mínimo de recursos. Isso é talento, não?

    abraço,

  2. lmcolucci Says:

    Não conheço este conto que tu mencionaste, mas vou procurar. Até porque este é meu gênero preferido e gostaria de ver como Tolstoi se sai neste modelo.
    Concordo que alguns autores parecem abençoados e que escrevem com uma facilidade espantosa, mas isso não deve ser um obstáculo para os outros. Acho que tirar os textos da gaveta é uma forma de evoluir como escritor.
    Leia o que Rilke fala a respeito de escrever em um post mais antigo (sob o título de “Aos Iniciantes”)neste mesmo blog. Mais do que ter talento escrever deve ser uma necessidade.
    Um abraço,
    Leo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: