Lua para todas as noites

            “A Longa Noite sem Lua” nos leva a uma reflexão sobre a liberdade. Retrata uma comunidade simples que, invadida pelo inimigo poderoso, resiste em se submeter ao jugo e domínio de seus conquistadores. Ao longo de suas 134 páginas (ed. Record) John Steinbeck nos mostra uma estratégia militar frustrada por uma população desarmada que luta motivada pela fé na dignidade humana.

            O que torna este romance único é a exposição da fragilidade de um exército bem treinado em táticas de guerra, mas despreparado para a rejeição e desobediência de uma cidade conquistada.

            O livro, escrito num momento crítico da história (II Guerra Mundial), foi considerado subversivo por pregar ideais de liberdade e consta que a simples posse de uma cópia de A Longa Noite sem Lua (que circulava de mão em mão, às vezes mimeografada) fosse motivo para fuzilamento sumário por parte dos nazistas.

            Os apuros de um povo dominado são terríveis, mas a sensibilidade (como na passagem a seguir) com que Steinbeck retrata os conflitos pelos quais passam os soldados invasores é o ponto alto da obra. Eles estavam preparados para tudo, menos para a rejeição e o ódio.

 

— Não me agrada a forma como o Tenente Parkle está se comportando, senhor — disse Loft.

— O que ele está fazendo?

— Não está fazendo nada, senhor. Mas anda muito deprimido.

— Eu compreendo. É um problema sobre o qual já cansei de falar. Treinamos os nossos jovens para a vitória e ninguém pode negar que eles são gloriosos quando ela sobrevém. Mas eles não têm a menor idéia de como agir na derrota. Nós lhes dissemos que eles são mais inteligentes e mais bravos que os outros jovens. E é um choque para eles quando descobrem que não é isso o que acontece.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: