Que rolo é esse?

cinemaOutro dia encontrei no porta-malas do meu galaxie algumas cópias de filmes que sempre quero rever. Entendo muito pouco de cinema (dou a dica de dois blogs fantásticos ao final deste post), mas, considerando que não há filme sem roteiro, sem enredo, resolvi incluir este tema no universo do blog.

Muitos livros viraram filme e, invariavelmente se ouve: o livro é bem melhor. Alguns dizem isso com certo ar esnobe, pois num país onde se lê tão pouco, ainda é bacana dizer que leu este ou aquele livro. A verdade é que os bons livros nos decepcionam quando vão para a telona.

Tomemos por exemplo, “Amor nos Tempos do Cólera”, o filme de Mike Newell não é mau, mas não reproduz toda a intensidade dos personagens. Durante as duas horas de filme apenas uma fração da devoção de Florentino Ariza por Fermina Daza é transmitida ao espectador. Ao passo que na leitura do romance de Gabriel Garcia Márquez de a chance de conhecer intimamente o casal. Confesso que os primeiros dias depois que assisti ao filme me deixaram a sensação de que o encanto havia sido quebrado. Se  eu pudesse não ter assistido ao filme…

Depois desta experiência traumática com O Amor nos Tempos do Cólera, decidi que não mais assistiria filmes baseados em livros que eu já tivesse lido, mas aí veio O Ensaio Sobre a Cegueira. Embora nenhum dos dois seja extraordinário, acho que o Fernando Meireles conseguiu fazer um filme a altura do romance de Saramago (embora ambos – filme e livro – não sejam extraordinários). Ele captou a sensibilidade do autor e conseguiu, nas mesmas duas horas, condensar toda intensidade dos fatos e dos personagens dentro de uma linguagem cinematográfica. A fotografia, se é que entendo disso, também é excelente.

Isto posto, minha dica é: não compare o livro com o filme. Ambos podem ser bons, cada um na sua.

Extras:
Minhas dicas de blog sobre cinema são:
http://bmovieblues.blogspot.com/ e http://dollarirosso.blogspot.com/
Não deixem de visitar.

Anúncios

Uma resposta to “Que rolo é esse?”

  1. Cesar "Sartana" Almeida Says:

    Fala, meu velho! Muito obrigado pela lembrança!
    Escolhi o “No porta malas do meu Galaxie” para receber o Prêmio Dardos, que “reconhece os valores que cada blogueiro mostra a cada dia, seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, suas palavras”.

    Passe no meu blog Dollari Rosso para maiores informações. Um abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: