Além do Capote

O Capote, obra prima de Gogol, é leitura obrigatória no currículo de qualquer curso de literatura. A edição mais acessível nas livrarias é o nº 202 da coleção de bolso da L&PM que além de “O Capote” traz, assim meio que como penduricalho, um outro conto chamado “O Retrato”.
E esse conto – ou seria uma novela? – coadjuvante é uma grata surpresa. Ele se fixa na trajetória de um quadro que exerce influência maligna sobre seus proprietários, que passam a ter atitudes movidas pela inveja e rancor. Essa maldição afeta pessoas reconhecidamente do bem que tornam-se irreconhecíveis a partir da aquisição da obra. A história é dividida em duas partes e poderiam ser contos independentes (talvez assim as tenham sido concebidas), mas acabam sendo complementares. A pintura de procedência incerta na primeira parte da história (havia sido adquirida por uma ninharia em um mercado de antiguidades), tem sua origem desvendada na segunda parte.
Além de uma história bem construída, “O Retrato” oferece mais uma das pérolas narrativas dos Mestres russos do século XIX.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: