Não me emprestem livros

Luis Fernando Veríssimo escreveu certa vez que teria de viver 150 anos para ler todos os livros que tem em casa. Isso considerando que nunca mais comprasse nenhum.
É que o prazer de comprar um livro novo é quase tão grande quanto o de lê-lo. Entrar em uma livraria, passar horas garimpando e voltar pra casa com um achado embaixo do braço é uma tentação irresistível.
Por isso minha estante também tá cheia de bons livros esperando para serem lidos.
Outra verdade sobre os leitores é que indicar uma leitura para alguém, também causa uma sensação agradável. Não é raro encontrar alguém disposto a emprestar um livro depois de recomendá-lo com entusiasmo. Já encontrei muitos desses por aí. Nessas horas não adianta ser simpático. Se não é um dos livros da tua lista de leitura, não aceite, porque uma semana ou duas depois a pessoa vai pedir a tua opinião e será frustrante para ela ouvir “Ainda não li”.
Portanto, sou honesto: “Obrigado, mas não terei tempo de ler agora. Tenho uma lista em casa que gostaria de ler antes dele”. Mas nem sempre isso funciona. Alguns dizem; “Não tem pressa. Lê quando puder.”, mas não se iluda. Um mês depois eles querem saber o que tu achou da obra.
Assim, para escapar de situações embaraçosas, decidi lançar essa campanha: “Não me empreste livro. A menos que eu peça”.

Anúncios

2 Respostas to “Não me emprestem livros”

  1. Me identifiquei com o seu post. O prazer da compra antecipa o prazer da leitura, e faz com que minha pilha de livros “de prioridade” só aumente, rs. Seria preciso mais anos e mais horas nos dias para dar conta de tudo.
    Ultimamente ninguém tem me emprestado nenhum. Por outro lado, tenho recebido de presente alguns – e por sorte têm sido gratas surpresas.

    Um abraço,

  2. lmcolucci Says:

    Oi Bruna,
    Sem dúvida a falta de tempo pra leitura é um fato. Por isso, temos que ser seletivos. Um amigo ensinou a receita: 10 páginas para um romance e 10 linhas para um conto. Se o autor não te convenceu até aí, passe pra outro. É meio radical, mas é uma forma de descartar o que não é tão bom.
    Abraço e obrigado pela visita.
    Leonardo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: