Escrita por Encomenda

A coluna que Moacyr Scliar manteve por anos no Jornal Zero Hora formou um falso conceito sobre a sua capacidade literária. Quem o conhece apenas do Jornal, não identifica ali o potencial narrativo do escritor gaúcho que morreu há cerca de quatro meses. Essa é a armadilha — ou seria castigo? — para quem escreve sob encomenda. Se rende dividendos e notoriedade ao autor, por outro lado, subtrai o tempo de elaboração do texto e, muitas vezes, limita o conteúdo.

É em obras como “O Carnaval dos Animais” — um belo exemplar do Realismo Fantástico gaúcho (existe essa categoria?) — que reconhecemos a habilidade de Scliar em criar histórias geniais. Os pouco mais de 10 contos que integram esse volume, são recheados de fina ironia — além de um pouco de crueldade — e fazem o leitor perceber que está diante de uma grande obra.

Analisando a produção do cronista e do ficcionista, quase não há paralelo. Se a habilidade e o domínio da escrita estão presentes nas duas áreas, o mesmo não se pode dizer da criatividade e linguagem, muito superiores na ficção.

Claro que um autor de tantas obras, não mantém o mesmo nível em todas. Uma dica pra começar? Carnaval dos Animais, sem dúvida. Se é um estilo predominante na bibliografia de Scliar, não sei, mas é muito bom.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: