As coisas boas da feira

Todo ano é a mesma coisa: pipocam listas de livros indicados por escritores conhecidos a serem adquiridos na feira. Pode ser interessante tomá-las como referência, principalmente se vier de um autor que admiramos, mas nem sempre a coisa funciona. Segui-las cegamente pode causar decepção.

Eu prefiro garimpar. Há tempos desisti de fazer lista de compras e há mais tempo deixei de utilizar listas alheias. Prefiro me inspirar diante das barracas e dos baús de ofertas.

Uma das melhores coisas da feira é ser surpreendido por um livro interessante de um autor que eu queria ler há um tempão, mas que nunca lembrei de incluir em lista nenhuma de compra. Voltar pra casa com esses achados na sacola é uma delícia.

Porém, é nos eventos paralelos que estão as melhores partes. A programação deste ano (ver no link abaixo) está interessante. Tá certo que pra quem já teve em anos recentes, Mia Couto, Eduardo Galeano e Ariano Suassuna, as atrações neste ano estão um pouco mais modestas. Mas os debates em torno da literatura sempre são enriquecedores.

Quem andou pela praça da alfândega ontem teve a oportunidade de assistir o autor português Almeida Faria falando sobre sua obra, sobre literatura portuguesa e brasileira e, sempre a melhor parte, sobre suas motivações e o jeito de ver a literatura. Talvez esse tenha sido um dos pontos altos da feira, mas ainda há coisas interessantes por acontecer.

http://www.feiradolivro-poa.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: