Archive for the Gotas de Literatura Category

Eles sabem o que dizem IX

Posted in Gotas de Literatura, literatura with tags , on junho 23, 2018 by Leonardo Colucci

[…]

“Não consegui dormir. Continuava preso a outros rumores. E quando estes se esvaíam, indistintas imagens me acossavam.”

[…]

– Osman Lins, no conto “A Partida”

Anúncios

Eles sabem o que dizem VIII

Posted in Gotas de Literatura, Latino-americana, literatura with tags , on maio 16, 2017 by Leonardo Colucci

[…]

“O punhal se amornava sobre seu peito e por baixo batia a liberdade escondida.”

[…]

— Julio Cortazar em “A Continuidade dos Parques”

Sobre escrever IX

Posted in Gotas de Literatura, Sobre Escrever with tags , , on novembro 17, 2016 by Leonardo Colucci

[…]

“Os livros são feitos daquilo que nos falta”

[…]

– Juan Carlos Onetti

Eles sabem o que dizem VII

Posted in Gotas de Literatura, literatura with tags , , on agosto 17, 2014 by Leonardo Colucci

[…]

“Estará melhor ou pior lá, onde acordou, depois da morte verdadeira? Terá ficado desapontado ou encontrou aquilo que esperava? Todos nós o saberemos, em breve.”

[…]

Parágrafo final da novela “Senhor e Servo” de Leon Tolstoi

Dia internacional do livro

Posted in Gotas de Literatura, literatura with tags , , , on abril 24, 2014 by Leonardo Colucci

“Ainda acredito na força dos livros. É muito interessante, não é uma máquina de fazer agir, é uma máquina de fazer pensar”Monumento em Berlin

A frase é de Gonçalo M. Tavares, que esteve ontem na abertura do Festipoa Literária de 2014 que acontecerá na segunda metade de maio.

Enquanto se discute se o formato do livro impresso terá vida longa ou se sucumbirá ao apelo do digital, frases como esta de Gonçalo atestam a importância transformadora da literatura. Esta sim, uma afirmativa relevante do dia mundial do livro.

 

Eles sabem o que dizem VI

Posted in Clássicos, Gotas de Literatura, literatura with tags , , , on setembro 30, 2013 by Leonardo Colucci

[…]

“O coração batia-lhe de tal maneira, que sentiu turvar-se-lhe a vista e a cabeça começar a girar. Maquinalmente, pôs-se a acomodar seus míseros pertences no novo alojamento, desatou um embrulho com vários objetos indispensáveis, abriu um baú de livros e começou a colocá-los sobre a mesa; mas logo largou mão de todo esse trabalho. A imagem da mulher que ao primeiro encontro havia perturbado e transtornado toda a sua existência, enchendo seu coração de um entusiasmo tão convulsivo e incontrolável, resplandecia a todo instante diante dos seus olhos; era tanta a felicidade invadindo de uma só vez sua miserável vida, que seus pensamentos obscureciam e seu espírito sufocava em angustia e ansiedade.”

[…]

Dostoiévisky em sua melhor forma narrativa em trecho de “A Senhoria”

Veja mais “gotas de literatura” na seção Conta Gotas deste sítio

Eles sabem o que dizem V

Posted in Gotas de Literatura, literatura with tags , , , , on julho 9, 2013 by Leonardo Colucci

[…]

“Preciso tanto de dormir! Não é descanso que procuro. Quero, sim, ausentar-me de mim. Dormir para não existir.”

[…]

Palavras de Arcanjo Baleiro em “A Confissão da Leoa” de Mia Couto

Veja mais “gotas de literatura” na seção Conta Gotas deste sítio